Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Prêmio Sema-Fepam de Jornalismo Ambiental

Incentivando as boas práticas ambientais no Rio Grande do Sul.

Premiação está prevista para acontecer em dezembro de 2021.
Premiação está prevista para acontecer em dezembro de 2021. - Foto: Arte: Augusto Barros

Olhar para o meio ambiente sempre será olhar para nós mesmos. Porque no meio ambiente nos movemos e somos. O tema é territorial, mas também existencial. Em que condições queremos deixar o planeta às futuras gerações? Quais boas práticas ambientais adotamos para garantir desenvolvimento com preservação?

Sem medo de errar, podemos afirmar que a questão ambiental está no centro das preocupações mundiais. No Rio Grande do Sul, não é diferente. Vindas de entes públicos ou privados, de associações ou de ONGs, as ações se multiplicam. Atitudes capazes de educar e inspirar pelo exemplo.

O Prêmio Sema-Fepam de Jornalismo Ambiental 2021 vem para disseminar informações sobre boas práticas ambientais, provocar a reflexão acerca de atitudes cotidianas em prol do meio ambiente, incentivar a mudança de comportamento e reconhecer a importância do jornalismo neste cenário.

Clique aqui e baixe o Regulamento.

Confira abaixo os finalistas!!

Vencedores

• Fotojornalismo
1º lugar - Semana Lixo Zero - Antonio Valiente Samalea (lornal Pioneiro/Agência RBS)
2º lugar - Recicle, o céu é o limite - Jefferson Botega (Zero Hora e Diário Gaúcho)
3º lugar - Banhado do Maçarico, refúgio para aves migratórias e local de dunas e campos úmidos no pampa gaúcho - Anselmo Cunha dos Santos (Zero Hora)

• Jornalismo Impresso
1º lugar - Hora da decolagem - Danton José Boatini Júnior (Correio do Povo)
2º lugar - Salvemos os botos - Jéssica Rebeca Weber (Zero Hora)
3º lugar A terra na cidade - Brenda Rodrigues Fernández (Correio do Povo)

• Webjornalismo
1º lugar - Vento a favor no Pampa - Cleber Dioni Tentardini (Jornal Já)
2º lugar -Colmeias ameaçadas - Danton José Boatini Júnior (Correio do Povo)
3º lugar - Agapan completa meio século de defesa ambiental - Jéssica Rebeca Weber (Gaúcha ZH)

• Radiojornalismo/Podcast
1º lugar - Mascarando o lixo - Geórgia Pelissaro dos Santos (Vós)
2º lugar - RS e os reflexos das mudanças climáticas - Eduardo Matos (Rádio Gaúcha)
3º lugar - Raio X do tratamento de esgoto no litoral do RS - Eduardo Matos (Rádio Gaúcha)

• Telejornalismo
1º lugar - Isopor na mesa - Lena Caetano (Televisão Cachoeira do Sul) / Marcilei Trindade Caetano
2º lugar - Pesquisadoras estudam comportamento dos urubus-de-cabeça-preta em Porto Alegre - Marco Alexandre Bocardi (RBS TV)
3º lugar - Ciência Cidadã - Everson Luiz Dornelles (RBS TV)

• Jornalismo Universitário
1º lugar - A força do vento e do sol - Daniel Mutzemberg Giussani (Ufrgs)
2º lugar - Rio Grande do Sul, 40 graus como a mudança climática pode moldar o futuro do nosso Estado - Bibiana da Costa Davila (Ufrgs)
3º lugar - A tendência da estação é o verde - Caroline Oliveira da Silva Avila Coelho (Ufrgs)

Comissão Julgadora

COMUNICAÇÃO

Camila Sesti: formada em Jornalismo pela PUCRS, atua como assessora de imprensa do Ministério Público do Estado há 23 anos. Há quase dez anos atende as áreas de meio ambiente, ordem urbanística e questões fundiárias, além de direitos humanos e consumidor.

Fábio Almeida: jornalista com pós-graduação pela Unisinos, foi repórter investigativo da RBSTV e um dos fundadores do Grupo de Investigação – GDI. Fez parte do núcleo Globo, com produção de diversas reportagens para o Fantástico. Está na lista dos jornalistas mais premiados do Brasil, com 67 prêmios, entre eles o Prêmio José Lutzenberger de Jornalismo Ambiental e o Prêmio Rey de Espanã. Já atuou na TVE e nas Rádios Gaúcha e Farroupilha. Atualmente trabalha na Comunicação Social do Exército Brasileiro.

João Batista Santafé Aguiar: graduado em Jornalismo na PUCRS, foi servidor concursado do Tribunal de Justiça do Estado, onde atuou na Assessoria de Imprensa. Foi diretor da Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural, da Cooperativa Ecológica Coolméia, da Associação Ambientalista Internacional e da Fundação Educacional João XXIII. Foi co-fundador da Rede Brasileira de Jornalismo Ambiental e presidente do Núcleo de Ecojornalistas do RS. Dirigiu a Rádio Ipanema Comunitária FM, é membro do Conselho Fiscal da Associação Riograndense de Imprens, e mantenedor dos sítios de notícias AgirAzul.com e Jornalismo Ambiental no Brasil e no Mundo. É vice-presidente nacional da Rede Brasileira de Jornalismo Ambiental e pesquisador nas áreas de História do Rio Grande do Sul, Justiça, Meio Ambiente, Políticas Públicas e Comunicação.

Laura Maria Glüer: jornalista e especialista em Comunicação Organizacional, mestre e doutora em Comunicação. Assessora de imprensa, diretora da Laura Glüer Comunicação Expressa. Docente universitária e autora do livro Assessoria não é Acessório, é criadora da plataforma Café Combustível.  Ministra cursos e treinamentos livres e in company na área de Comunicação.  Atua de forma voluntária na diretoria da Associação Riograndense de Imprensa  e no conselho da Fundação Piratini-TVE.  É colunista do Correio do Povo.

Leandro Olegário: jornalista e radialista, é doutor em Comunicação Social pela PUCRS e possui MBA em Gestão Estratégica de Negócios. Tem passagens por diferentes veículos dos grupos RBS, Bandeirantes, Record e Fundação Cultural Piratini. Com mais de 15 anos de experiência no mercado, acumula importantes coberturas jornalísticas e prêmios. É autor do livro Radiojornalismo e Síntese Noticiosa, avaliador de cursos com reconhecimento institucional do ensino superior pelo MEC e vice-diretor Universitário daAssociação Riograndense de Imprensa. Atualmente é professor e supervisor acadêmico do curso de Jornalismo na ESPM POA.

Leonidas Cardoso: fotógrafo com mais de 10 anos de atuação. Atualmente faz parte da Agência de Fotojornalismo de São Paulo, tem uma empresa de fotografia esportiva e de produção de vídeos.

Manoel Petry: iniciou a carreira nos anos 90 como diretor de arte em Porto Alegre, onde dirigiu diversas agências de publicidade. Formado em fotografia pela Ulbra, participou de cursos com renomados profissionais da área. Publicou sete livros, participou de 14 exposições no Brasil e três no exterior.Iniciou como fotógrafo profissional em 2001, quando realizou projetos nas áreas de publicidade, editorial, fotojornalismo e autoral.

Marisa Schneider: graduada em Jornalismo pela PUCRS e pós-graduada em Gestão Ambiental e Desenvolvimento Sustentável pela FGV. Foi sócia-diretora da Feedback Produções Gráficas e Assessoria Ltda. Trabalhou na RBS/Rádios, no SBT e no Correio do Povo. Como assessora de comunicação, passou pela Prefeitura de Porto Alegre, Conselho Regional de Farmácia, Assembleia Legislativa RS, Ministério Público Paulista, Federação Israelita do Estado de São Paulo e Clube The Gallery SP. Foi repórter do jornal O Estado de São Paulo e da Rede Bandeirantes e sócia da Biograph Comunicação, empresa onde atou como redatora.

Roberto Villar Belmonte: doutor em Comunicação e Informação, tem pesquisas sobre jornalismo ambiental desenvolvidas no programa de Pós-Graduação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Formado em Jornalismo pela PUCRS, é especialista em Estudos Linguísticos do Texto pelo Instituto de Letras da Ufrgs e professor de Jornalismo no Centro Universitário Ritter dos Reis. Nos anos 1990, produziu e apresentou programas de meio ambiente nas rádios Gaúcha e CBN de Porto Alegre. Como voluntário do Núcleo de Ecojornalistas do Rio Grande do Sul, ajudou a criar a Rede Brasileira de Jornalismo Ambiental. Redigiu para o Greenpeace o relatório Mudanças do Clima, Mudanças de Vidas, é um dos autores do livro Formação & Informação Ambiental e foi um dos organizadores do e-book Jornalismo Ambiental: teoria e prática.

Rodrigo Rodembusch: doutor em Comunicação pela Unisinos, mestre em International Media Studies pela Deutsche Welle/Alemanha e especialista em Influência Digital pela PUCRS. Atua como professor convidado na pós-graduação da Unisinos e da Universidade de Passo Fundo. Durante oito anos, foi docente nos cursos de Jornalismo, Publicidade e Propaganda e Administração do Centro Universitário Ritter dos Reis, no qual também coordenou o International Office. Atuou como produtor, repórter, redator, editor, correspondente internacional e chefe de reportagem em veículos como Canal Futura, Canal Rural, Rádio Guaíba, Correio do Povo e Deutsche Welle. É sócio da CORE Comunicação & Relacionamento.

Rodrigo Ziebell: repórter fotográfico, trabalha na Assessoria de Comunicação do Gabinete do Vice-Governador e é Presidente da Associação dos Repórteres Fotográficos e Cinematográficos do Rio Grande do Sul e do Brasil. Cursou fotojornalismo na Ufrgs e faz curso superior de Tecnologia em Fotografia na Fadergs. Já atuou na comunicação da Brigada Militar e da Secretaria da Segurança Pública. Trabalhou para agência Brazil Photo Press, agora com sede em Nova Iorque, e desenvolve trabalhos para a Agência Frame Photo (SP). Recentemente teve suas fotografias publicadas no livro 180 anos 180 olhares da Brigada Militar.  Já participou de cinco exposições e foi quatro vezes finalista do Prêmio Press.//

Tatiana Cortes Gomes: jornalista formada pela PUCRS, radialista e locutora. Pós-graduada em Relações Internacionais pela Ufrgs, é vice-diretora de divulgação da Associação Riograndense de Imprensa. É sócia do StudioVox e voluntária nas áreas de esporte, educação e meio ambiente.

Walmaro Paz: começou sua carreira no Diário de Notícias, trabalhou na Folha da Manhã, Zero Hora e Coorjornal. Atuou na sucursal de O Globo, onde fazia reportagem geral, sobre agricultura e meio ambiente.  Foi membro da Agapam, trabalhou no Estadão, na Veja e atualmente é repórter no jornal e portal Brasil de Fato - RS. Fundou o sítio Preserva.

TÉCNICA

Daiene Zagonel: engenheira química formada pela Ufrgs, é especialista em Gestão Ambiental e Economia Sustentável pela PUCRS e mestranda em Engenharia de Minas, Metalúrgica e Materiais com ênfase na área de resíduos sólidos na Ufrgs. Analista da Divisão de Resíduos Sólidos e Áreas Contaminadas, coordena o Programa de Gerenciamento de Resíduos Sólidos e Áreas Contaminadas da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam).

Dennis Patrocínio: biólogo e mestre em Desenvolvimento Rural pela Ufrgs, é analista ambiental do Departamento de Biodiversidade da Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema). Foi coordenador do projeto RS Biodiversidade e coordena o Programa Estadual para Controle de Espécies Exóticas Invasoras.

Eduardo Zimmermann: engenheiro eletricista e civil formado na Escola de Engenharia da Ufrgs, com pós-graduação em Controladoria e Finanças pela PUCRS. Atua no planejamento, projeto, construção, gerenciamento de programas, montagem de projetos na área de distribuição de energia elétrica. Atua como Gerente de Programas e no planejamento de Energia na Secretaria de Meio Ambiente e Infraestrutura. Foi chefe de gabinete da Secretaria de Estado de Agricultura e Abastecimento e secretário de Agricultura e Abastecimento. Coordenou o Programa Luz para Todos.

Gabriel Frota: formado em Tecnólogo em Gestão Ambiental na Faculdade Monteiro Lobato, trabalha na Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Infraestrutura. É gerente de projetos do Departamento de Gestão de Recursos Hídricos e Saneamento e assessor técnico do Conselho de Recursos Hídricos. Integra o Grupo de Trabalho para revisão e atualização do Plano Estadual de Recursos Hídricos.

Isa Osterkamp: doutora em Ciências Ambientais, com doutorado sanduíche pela Senckenberg Research Institute, Frankfurt , Alemanha. É mestre em Ambiente e Desenvolvimento e graduada em Ciências Biológicas. Já coordenou o Centro de Educação Ambiental da Prefeitura de Lajeado, foi professora de Biologia, gerente de qualidade do laboratório de microscopia de alimentos da Universidade do Vale do Taquari e atualmente é assessora técnica da Fepam.

Renel Prospere: pós-doutor em Educação pela Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI), desenvolveu atividades de docência e pesquisa no programa de pós-graduação e mestrado em Educação da URI. Doutor e mestre em Educação Ambiental pela FURG, também é mestre e especialista em Educação e bacharel e licenciado em Filosofia pela UCPel. Pesquisador em Políticas Públicas e Desenvolvimento Regional e Sustentabilidade pelo Centro Universitário FACVEST e em Políticas e Processos de Educação Superior pela Rede Ibero-Americana de Pesquisa. Foi Professor da UFPel e da Anhanguera Educacional/Faculdade de Pelotas. Atualmente ocupa o cargo de coordenador da Assessoria de Educação Ambiental da Secretaria de Meio Ambiente e Infraestrutura do Estado de Rio Grande do Sul.

Vanessa Isabel dos Santos Rodrigues: formada em Engenharia Química pela Feevale, é mestre e doutora em Engenharia de Minas, Metalurgia e de Materiais pela Ufrgs. Atuou por 12 anos como analista ambiental de sistema de gestão ambiental em empresa do ramo automotivo. Atualmente é chefe do Serviço de Licenciamento e Monitoramento das Indústrias da Fundação Estadual de Proteção Ambiental.

Categorias

Jornalismo impresso

Jornalismo on-line

Radiojornalismo/Podcast divulgado em canal de veículo de imprensa

Telejornalismo

Fotojornalismo

Jornalismo universitário

Tema e microtemas

Tema: Boas práticas ambientais no Rio Grande do Sul

Microtemas

Processos ambientalmente sustentáveis na indústria, no comércio ou na agropecuária;

Energia limpa;

Preservação das espécies nativas do RS;

Ações para reduzir as mudanças climáticas;

Educação ambiental e pandemia;

Gestão de resíduos e reciclagem;

Gestão de recursos hídricos.

Premiação

1º lugar de cada categoria: R$ 5 mil

2º lugar de cada categoria: R$ 3 mil

3º lugar de cada categoria: menção honrosa

Jornalismo Universitário de cada categoria: menção honrosa

A cerimônia de entrega do Prêmio ocorrerá em dezembro de 2021, em Porto Alegre.

Inscrições

Período de inscrição: 10 de setembro a 10 de novembro de 2021.

Reportagens publicadas ou veiculadas de 1º de janeiro a 1º de novembro de 2021.

As inscrições deverão ser feitas, exclusivamente, via formulário que ficará disponível a partir do dia 10 de setembro.

Quem pode se inscrever

Profissionais de imprensa registrados no Ministério do Trabalho, autores de reportagem veiculada de 1º de janeiro a 1º primeiro de novembro de 2021 em veículo de imprensa com sede no Estado do Rio Grande do Sul.

Estudantes de Jornalismo, com matrícula ativa em universidade ou faculdade que tenham realizado trabalho universitário que se enquadre em uma das categorias do prêmio, com veiculação/publicação em canais oficiais da universidade e/ou do curso de Jornalismo de 1º de janeiro a 1º de novembro de 2021.

Observação: Não poderão participar profissionais de comunicação com vínculo empregatício em administração direta ou indireta do Estado do Rio Grande do Sul ou integrantes de qualquer entidade apoiadora ou participante da comissão julgadora.

Julgamento

O julgamento ocorrerá no período de 11 a 25 de novembro de 2021;

Os jurados deverão avaliar os trabalhos de acordo com os parâmetros descritos no regulamento, dando notas de 1 a 10 para cada inscrição válida, sendo que 1 representa a nota mínima e 10, a máxima.

Serão analisados os seguintes critérios:

Capacidade de sensibilização e reflexão sobre o tema (peso 4).

Qualidade das informações técnicas que sustentam o conteúdo jornalístico (peso 3).

Originalidade no desenvolvimento da pauta (peso 2).

Qualidade da apresentação do conteúdo (peso 1).

Cronograma

Publicação/veiculação das matérias a serem inscritas: 1º de janeiro a 1º de novembro de 2021;

Período de inscrição: 10 de setembro a 10 de novembro de 2021;

Período de julgamento: 11 a 25 de novembro de 2021;

Divulgação dos finalistas: 30 de novembro de 2021;

Premiação: dezembro de 2021.

Contatos

premiojornalismo@sema.rs.gov.br

(51) 3288 7400 (Gabinete Sema)

(51) 3288 7411 ou (51) 3288 9501 (Assessoria de Comunicação Sema/Fepam)

Vanessa Trindade (51) 9 99499550 (Whats)

 

Sema - Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura