Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Parque Estadual de Itapuã

Unidade de Proteção Integral do Estado do Rio Grande do Sul

foto10
PE Itapuã - Foto: Neco Varela

O Parque Estadual de Itapuã, localizado no município de Viamão, a 57 Km de Porto Alegre, é uma Unidade de Conservação de Proteção Integral e abriga uma das últimas amostras dos ambientes originais da Região Metropolitana da capital gaúcha. O Parque foi reaberto em abril de 2002, após ter ficado fechado por mais de dez anos para a recuperação de seus ecossistemas e sua estruturação administrativa.

 O Parque Estadual de Itapuã destina-se à proteção das belezas e recursos naturais, em especial a flora e a fauna, e à proteção dos sítios de valor histórico e arqueológico existentes na região onde ocorre o encontro das águas do Lago Guaíba e da Laguna dos Patos, num conjunto de ambientes de morros, praias, dunas, lagoas e banhados em plena região metropolitana de Porto Alegre. Dentre as espécies da fauna preservada pelo Parque salienta-se o bugio-ruivo (Aloutatta guariba), ameaçado de extinção, a lontra (Lontra longicaudis), o gato-maracajá (Leopardus wiedii), bem como aves migratórias como o maçarico-acanelado (Tryngites subruficollis) e o suiriri (Tyrannus melancholicus).

 O Farol de Itapuã, concluído em 1860, marca o encontro das águas do Lago Guaíba com a Laguna dos Patos. Existem elementos históricos que evidenciam fatos da Revolução Farroupilha (1835-1845) no Morro da Fortaleza, na Ilha do Junco e na Ferraria dos Farrapos. No Centro de Visitantes, há uma exposição fotográfica permanente com diversas imagens da unidade de conservação, e para grupos agendados é ministrada uma palestra com as informações e a história do Parque.

Dias 19, 20 e 21/02 (quarta, quinta e sexta-feira):

  • Praia das Pombas – 200 pessoas
  • Praia da Pedreira – 150 pessoas (não possui água potável)
  • Praia de Fora – 150 pessoas

Dias 22 e 23/02 (sábado e domingo):

  • Praia das Pombas – 300 pessoas
  • Praia da pedreira – 200 pessoas (não possui água potável)

*Praia de Fora estará fechada

Dias 26, 27 e 28/02 (quarta, quinta e sexta-feira):

  • Praia das Pombas – 200 pessoas
  • Praia da Pedreira – 150 pessoas (não possui água potável)
  • Praia de fora – 150 pessoas

Dias 29/02 e 01/03 (sábado e domingo):

  • Praia das Pombas – 300 pessoas
  • Praia de Fora – 200 pessoas

*Praia da Pedreira estará fechada

Dias 04, 05 e 06/03 (quarta, quinta e sexta-feira):

  • Praia das Pombas – 200 pessoas
  • Praia da Pedreira – 150 pessoas (não possui água potável)
  • Praia de Fora – 150 pessoas

Dias 07 e 08/03 (sábado e domingo):

  • Praia das Pombas – 300 pessoas
  • Praia da Pedreira – 200 pessoas (não possui água potável)

*Praia de Fora estará fechada

Dias 11, 12 e 13/03 (quarta, quinta e sexta-feira):

  • Praia das Pombas – 200  pessoas
  • Praia da Pedreira – 150 pessoas (não possui água potável)
  • Praia de Fora – 150 pessoas

Dias 14 e 15/03 (sábado e domingo):

  • Praia das Pombas – 300 pessoas
  • Praia de Fora – 200 pessoas

*Praia da Pedreira estará fechada

Dias 18, 19 e 20/03 (quarta, quinta e sexta-feira):

  • Praia das Pombas – 200 pessoas
  • Praia da Pedreira – 150 pessoas (não possui água potável)
  • Praia de Fora – 150 pessoas

Dias 21 e 22/03 (sábado e domingo):

  • Praia das Pombas – 300 pessoas
  • Praia da Pedreira – 200 pessoas (não possui água potável)

*Praia de Fora estará fechada

Dias 25, 26 e 27/03 (quarta, quinta e sexta-feira):

  • Praia das Pombas – 200 pessoas
  • Praia da Pedreira – 150 pessoas (não possui água potável)
  • Praia de Fora – 150 pessoas

Dias 28 e 29/03 (sábado e domingo):

  • Praia das Pombas – 300 pessoas
  • Praia de Fora – 200 pessoas

*Praia da Pedreira estará fechada

O valor do ingresso é de R$ 17,75 por pessoa (apenas dinheiro).

Observações:
*A estrada de acesso à Praia da Pedreira está em condições ruins.
*O ingresso não garante disponibilidade de churrasqueira e quiosques.
*A Praia de Fora tem menor número de churrasqueiras, ausência de árvores na faixa de praia, maior extensão de areia e maior distância de estruturas como estacionamento e churrasqueiras.
*A programação pode sofrer alterações conforme o andamento do projeto.
*Manteremos nossas redes sociais atualizadas no caso de alterações, confira nosso perfil no instagram @parqueestadualdeitapua e no facebook Parque Estadual de Itapuã

A visitação é aberta de quarta-feira a domingo, horário de VENDA de ingressos: 9h-12h e das 13:30-17h e o horário de permanência no Parque das 9h-19h durante o horário de verão.  A venda dos ingressos ocorre perante a entrada no Parque e o pagamento é somente em dinheiro.  Há venda antecipada para os finais de semana, nas quartas-feiras, quintas-feiras e sextas-feiras no Parque (em horário de funcionamento). Além da venda no próprio dia. A capacidade atual da praia é de até 350 pessoas. 

A venda de ingressos seguirá ocorrendo normalmente na sede do Parque de quinta-feira a domingo. O valor do ingresso para visitar o Parque Estadual de Itapuã a partir de 25 de janeiro de 2018 o ingresso nas UCs é de R$17,75 por visitante, conforme Lei 15.017 de 13 de julho de 2017 e a UPF.

De acordo com a PORTARIA SEMA n° 65/2018: Crianças de até 2 anos são isentas da taxa de ingresso; Crianças de 2 à 12 anos, pessoas com idade igual ou superior a 60 anos e estudantes com carteira nacional pagam meio ingresso.

O Parque oferece infra-estrutura com banheiros, vestiários, estacionamento, churrasqueiras, com vigilância. Quanto à alimentação, é necessário que o visitante leve seu próprio lanche. 

Quanto ao uso das churrasqueiras, destaca-se que não há disponibilidade desse equipamento para todos os visitantes que ingressam no Parque, portanto seu uso está condicionado à ordem de chegada. Além disso, é obrigatório levar o carvão, pois não é permitido o uso de qualquer tipo de material existente no Parque (lenha, gravetos etc.). 

O Parque Estadual de Itapuã conta com serviço de condutores de trilha, em conformidade com Instrução Normativa SEMA nº01/2014! O serviço é realizado por condutores ambientais autônomos, capacitados para exercer esta atividade e responsáveis pela condução de grupos em segurança nas trilhas de Itapuã.

Trilhas disponíveis:
Trilha da Onça: Saindo da Praia das Pombas, costeando o Guaíba pela mata ciliar, chegando à Praia da Onça. Possuí nível de dificuldade fácil e extensão de 1.640m, com duração aproximada de 2 horas e 30 minutos.
 
Trilha da Visão: Subindo o Morro do Campista chegando na Pedra da Visão, com uma vista da Praia de Fora, Lagoa Negra,  Morro da Grota e Laguna dos Patos. Possuí idade mínima de 15 anos, nível de dificuldade média e extensão de 1.470m, com duração aproximada de 2 horas e 30 minutos.
 
Trilha da Fortaleza: Inicia na Praia da Pedreira, com pontos históricos como a Vila dos Pescadores e as Trincheiras da Revolução Farroupilha. Possuí nível de dificuldade médio-moderado, distância de 6.400m (circular), com mais 5km de deslocamento a pé até o início da trilha e duração aproximada de 5 horas.
 
Para realizar as trilhas é necessário adquirir o ingresso do PEI além do valor da trilha que será pago diretamente ao condutor, e agendamento prévio pelo e-mail: condutoresitapua@gmail.com. Todas as trilhas possuem a capacidade máxima de 15 pessoas e é obrigatório o uso de calçado fechado!

Contatos:

 Telefone (51) 3494-8083

E-mailcv-itapua@sema.rs.gov.br

 

Telefones: (51) 3494-8083 / (51) 3494-8082

E-mail: cv-itapua@sema.rs.gov.br.

Responsável: Dayse Rocha

Portaria SEMA nº 01, de 06 de janeiro de 2017

Portaria Designa Servidora DeyseRocha (.pdf 20,68 KBytes)

Bioma: Pampa.
Município  Viamão.

Mapa em formato kml para ser visualizado no aplicativo Google Earth

Limite PE Itapua (.zip 29,54 KBytes)

O Conselho Consultivo do Parque Estadual de Itapuã está ativo desde 2002, realizando assembleias ordinárias bimestrais

Criado pela Portaria 048/2002 - Cria o Conselho Consultivo

Portaria 048/2002 Cria Conselho Itapuã (.pdf 19,79 KBytes)

Altera a composição do Conselho Consultivo

Portaria SEMA 026 Altera a Composiçao do Conselho Consultivo do PE Itapuã (.pdf 161,87 KBytes)

Sema - Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura